quinta-feira, julho 18, 2013

1 comentário:

Patrícia Santos disse...

Tão bonito...
Espaços de lágrimas que se encontram e desanuviam no ar os seus arrependimentos, culpas, e se erguem na fragilidade da vida, uma, outra e outra vez...

Tudo de bom