quarta-feira, agosto 03, 2016


Começo a arder de outra maneira, dou o outro lado, levado até um canto da mesma idade, mexendo os lábios, sem som, atravesso a história que nos juntou. Preferia a isto um desgosto amoroso daqueles calamitosos, tudo partido, chinfrim, depois meses deitado até destruir a cama, garrafas na banheira, a chave com a cabeça guilhotinada na fechadura, eu ficando só com o pescoço e o porta-chaves ganho numa feira de província. A carta a meio durante anos sempre no bolso, em cada café reescrita, aprimorada. A memória como um pássaro autopsiado por formigas. O meu nome, que tanta razão te deu sempre que, por falta de assunto ou destino, atirávamos o pau um ao outro e acabávamos a discutir, este nome que deixaste, oiço-o agora como uma alcunha dolorosa em que insiste uma gente que nem bem existe. A luz parece percorrer uma distância surda e segurar com hesitação o que vejo, uma lepra tranquila mordisca as bordas das coisas, rasgadas as fotografias, as mãos parecem perdidas no tempo, sujas do pó de asas moídas. Venho ouvindo uma mosca no lugar da consciência. Pousa-me em cima, aplica o verniz azul nas unhas, cruza e descruza as patas curtas, nervosas, calçando grãos de açúcar a imitar sapatinhos de cristal. Devo ser o monte de merda que a alegra. Preferia uma aranha que me puxasse pelos cabelos. Mas nem ela nem eles. Aos trinta e um, neste país e no estado actual da economia, vejo os raros espíritos acesos da minha geração entalados, treslidos junto com o resto, mal saindo das gavetas, tantos arrependidos, jurando para nunca mais, e o barulho todo cá fora, tudo a distribuir-se nos panfletos da peste cor-de-rosa, ardinas de uma vontade de lixo, em vez de um quilo de carne, um quilo em obras reunidas, a alma toda mal copiada, cábula para enganar os pares com insossas profundezas gastas à pressa em vaidades. Nem erros próprios nem um cigarro deixado a meio para apanhar um só verso que justifique os dias todos à míngua, anos de vigilância ao pendular e vazio movimento desta estação.

Sem comentários: